Nebulosas Planetárias

 

Home
Cometas
Planetas e Satélites
Asteróides
Estrelas Próximas
Estrelas Duplas
Estrelas Variáveis
Estrelas Novas
Aglomerados Abertos
Aglomerados Globulares
Nebulosas Difusas
Nebulosas Planetárias
Novas e Supernovas Extragalácticas
Galáxias
Aglomerados de Galáxias
Quasares e Pulsares

 

Nebulosas Planetárias e Remanescente de Supernovas


As nebulosas planetárias são resquícios da morte de uma estrela. Em sua fase final, dependendo de sua massa, as camadas externas das estrelas podem ser lançadas ao espaço. Aqui podemos ver algumas das mais famosas, como a nebulosa do Anel ou a de Halteres.

Já os remanescente de supernovas têm origem em um processo cataclísmico avassalador, que ocorre em média a cada 500 anos em cada galáxia. As explosões são tão poderosas que a estrela, por meses, emite uma energia luminosa comparável a de toda uma galáxia de 100 bilhões de astros !!!

Messier 1 - Nebulosa remanescente de Supernova

Essa nebulosa é peculiar pelo fato de que é remanescente da explosão de uma supernova observada pelos chineses no ano de 1054. A nebulosa está a uma distância de 6.000 anos-luz. O pulsar, que emite sinais a cada 0.033 segundos e tem poucas milhas de diâmetro podeser visto nessa imagem. Próximo ao centro da nebulosa existem duas estrelas coladas. A mais fraca é o pulsar.

 

19.08.01 6:30 UT. HX516 - 1 minuto SCT10" F/6 binned.

Nebulosa Planetária Messier 27 - Nebulosa do halteres ou Dumbbell em Vulpecula

A magnitude da estrela central é de 13.8 e pode ser vista em um telecópio de 30cm de diâmetro. A nebulosa se expande a erca de 30km/segundo

16.08.01 23:00 UT. HX516 binned - 25 seg SCT10" F/4

Detalhe da Nebulosa Planetária Messier 27 - Nebulosa do halteres ou Dumbbell em Vulpecula

A magnitude da estrela central é de 13.8 e pode ser vista em um telecópio de 30cm de diâmetro. A nebulosa se expande a erca de 30km/segundo

16.08.01 23:00 UT. HX516 unbinned - 25 seg SCT10" F/4

Messier 57 - Nebulosa Planetária do Anel em Lira

Nossa famosa nebulosa apresentada em imagem mais detalhada.

18.08.01 23:00 UT. HX516 - 1 minuto SCT10" F/6 unbinned

Nebulosa Planetária do Anel em Lira Messier 57

A imagem apresentada foi obtida com um telescópio LX-50, 10" e HX516 com exposição de 15 segundos. A imagem é original, tal qual saiu da camera, e não sofreu nenhum tratamento. Observe a qualidade da imagem e a nitidez.

Data (09.06.01)

Nebulosa do esquimó em Gêmeos

Nebulosa do esquimó em Gêmeos

NGC 4361 Nebulosa Planetária em Corvo

Exposição de 30 segundos em F/4 SCT 10"

Nebulosa Planetária NGC6153 em Escorpião

Nebulosa Planetária NGC 6153, com 24 segundos de arco de extensão e magnitude 11.5

11.08.01 23:00 UT. HX516 - 25 seg SCT10" F/4

Nebulosa Planetária Saturno NGC 7009 em Aquário

Exposição de 30 segundos em F/4 SCT 10" . Essa imagem está saturanda para vermos as ansae.

Nebulosa Planetária Saturno NGC 7009 em Aquário

Exposição de 30 segundos em F/4 SCT 10" . Aqui podemos ver a estrela central

Nebulosa Planetária NGC 7026 em Cisne.

Procurando pela Nova de Cisne 2, passeamos por duas nebulosas planetárias interessantes.

20.08.01 23:15 UT. HX516 - 1 minuto SCT10" F/6 binned

Nebulosa Planetária NGC 7048 em Cisne.

Procurando pela Nova de Cisne 2, passeamos por duas nebulosas planetárias interessantes.

20.08.01 23:15 UT. HX516 - 1 minuto SCT10" F/6 unbinned

Home | Cometas | Planetas e Satélites | Asteróides | Estrelas Próximas | Estrelas Duplas | Estrelas Variáveis | Estrelas Novas | Aglomerados Abertos | Aglomerados Globulares | Nebulosas Difusas | Nebulosas Planetárias | Novas e Supernovas Extragalácticas | Galáxias | Aglomerados de Galáxias | Quasares e Pulsares

This site was last updated 03/03/02